Sem recebimento do 13º, rodoviários de Maceió ameaçam greve

A população de Maceió poderá sair às ruas nesta quarta-feira, 21, sem ter acesso ao serviço de transporte público da capital. Isso porque até a tarde desta terça-feira, 20, os rodoviários não receberam os vencimentos referentes ao 13º salário.

A categoria considerada a situação ainda mais grave pelo fato de não ter recebido sequer a primeira parcela do benefício, que usualmente é paga até o dia 30 de novembro.

De acordo com Écio Ângelo, presidente do Sindicato dos Rodoviários de Alagoas, várias reuniões foram realizadas para cobrar o pagamento do benefício e resolver o impasse, sendo a última delas orientada para fins de consenso pelo chefe de gabinete da Prefeitura de Maceió, Tácio Melo da Silveira, na noite de ontem, 19.

Os empresários do setor alegam que sofrem com a crise e com a consequente diminuição dos passageiros neste ano, o que, segundo eles, colocou as quatro empresas vencedoras do processo licitatório para a prestação do serviço em estado de dificuldade financeira.

“Eles propuseram parcelar o pagamento do 13º, sendo a primeira parcela a ser paga nesta quarta-feira, proposta que recusamos de imediato. Exigimos respeito à nossa categoria e eles tiveram todo o ano para se programar para tal. Por isso, não abrimos mão agora do pagamento integral”, afirmou Écio Ângelo.

Como não houve consenso entre trabalhadores e empresários, a diretoria do sindicato declarou que as empresas que até o final desta terça-feira não debitarem o 13º salário integralmente a seus funcionários permanecerão paralisadas a partir de amanhã, até que a situação seja resolvida.

A prefeitura de Maceió, em contato com o TNH1, informou que uma reunião de negociação entre empresários e representantes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) está ocorrendo neste momento para que a paralisação seja evitada. A prefeitura deve emitir nota oficial sobre o caso até o fim da tarde desta terça-feira.

Fonte: Ascom Sindicato dos Rodoviários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *