Pronto Atendimento do Hospital Helvio Auto passa por reestruturação

Mudanças incluem reforma estrutural e no fluxo de atendimento dos pacientes

980b587f8f43a2bec21c11d2f59e861c_L
Reestruturação compreende uma minirreforma com criação de mais dois consultórios, adequação de espaços, além de uma nova proposta de fluxo de atendimento de pacientes. Ana Paula Tenório
Durante reunião entre membros da Gerência de Gestão, Setor de Segurança e Saúde do Trabalhador e servidores do Pronto Atendimento (PA) do Hospital Escola Dr. Helvio Auto (HEHA), o engenheiro do trabalho Galba Novaes apresentou um projeto de reestruturação física do setor, enquanto a enfermeira Lays Miranda mostrou como deve ser o novo fluxograma de atendimento à população.

A reestruturação compreende uma minirreforma com criação de mais dois consultórios, adequação de espaços, além de uma nova proposta de fluxo de atendimento de pacientes.

Parte das modificações que serão realizadas no Pronto Atendimento do Hospital Helvio Auto irá beneficiar diretamente o paciente, já que serão construídos mais dois consultórios médicos, totalizando quatro consultórios no setor que é a porta de entrada para recebimentos de usuários na instituição.

“Estamos readequando a estrutura para que o hospital siga as observações apontadas pela equipe do Hcor durante visita técnica do projeto Qualiti Hospitalar, visando sempre a segurança do paciente”, explicou a gerente de Gestão Hospitalar do Helvio Auto, Alceny Pereira.

A minirreforma ainda engloba adequação de espaços para que seja disponibilizada uma sala de estar (living) para os servidores do Pronto Atendimento, o que representa a concretização de uma reivindicação da classe. As obras serão iniciadas no início de junho e devem durar dois meses.

Orientações

Outra mudança positiva é a disponibilização de duas servidoras que atuarão na orientação e encaminhamento de pacientes desde o momento que chegam ao Pronto Atendimento, até o momento que são atendidos. As servidoras estarão identificadas usando um colete escrito “Posso Ajudar” e disponíveis para consulta e orientação diariamente, das 7h às 19h, horário de maior movimento no PA.

Ana Paula Tenório – Agência Alagoas