Polícia Militar de Alagoas forma 45 novos aspirantes a oficial

Cerimônia ocorreu na Academia de Polícia Militar Senador Arnon de Mello, no bairro do Trapiche da Barra
Dentre os formandos, 42 são de Alagoas e três da Polícia Militar de Mato Grosso do SulAnderson Góes

A Polícia Militar de Alagoas realizou a formatura de 45 aspirantes a oficial durante a noite de sexta-feira (9), no pátio da Academia de Polícia Militar Senador Arnon de Mello, no bairro do Trapiche da Barra, em Maceió. A solenidade foi presidida pelo secretário de Segurança Pública, coronel Lima Júnior, e também contou com as presenças do comandante-geral da PM, coronel Marcos Sampaio, de autoridades civis e militares, além de familiares e convidados.

Dentre os formandos, 42 são de Alagoas e três da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul. Todos passaram por um longo período de preparação, recebendo instruções em tempo integral em mais de 80 disciplinas. As atividades permearam os campos das ciências jurídicas, sociais e políticas, tendo o objetivo de capacitar os agentes para o exercício de comando e gestão das atividades de polícia ostensiva, preservação da ordem pública, defesa civil e territorial.

A turma levou o nome do capitão PM Rodrigo Moreira Rodrigues, morto em serviço no último dia 9 de abril, e teve como patrono o governador do Estado de Alagoas, Renan Filho. O promotor de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça, eleito recentemente como o novo procurador-geral de Justiça de Alagoas, foi o paraninfo.

Em um dos momentos mais emocionantes da cerimônia, os novos aspirantes a oficial deixaram seus espadins de lado e receberam das mãos de seus familiares a espada, símbolo do oficialato da Polícia Militar.

Para o coronel Marcos Sampaio, os formandos estão preparados para esta nova etapa em suas carreiras.

“Não existe profissão mais nobre que a de policial militar, todos assumiram o compromisso de defender a sociedade com o risco da própria vida, por isso, passaram três anos sendo forjados por nossa academia e sei que estão preparados para este novo desafio, de serem o guia da tropa na operacionalidade pelas ruas de nosso Estado, onde a população espera muito de vocês”, afirmou o comandante-geral.

Já o recém-aclamado aspirante a oficial Luã Silva relatou a sensação de dever cumprido e a qualidade do curso durante o período de aprendizado.

“É um sentimento de realização e superação, foram três anos de um ensino puxado, duro e cansativo, mas que valeu a pena, pois nos preparou para realizar o serviço de combater a criminalidade nas ruas”, disse Luã.

O evento foi encerrado com o desfile militar, composto por tropas do Centro Musical, Bope, Academia Arnon de Mello, CFAP, Cavalaria, e o tradicional “Fora de Forma”, ato solene que simboliza o término da vida acadêmica e acena para a carreira policial militar.

Maxwell Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *