Polícia Civil prende trio acusado de fraude contra o INSS em AL

Com os presos, a polícia apreendeu vários documentos falsos utilizados para aplicação do golpe

PIRANHAS_PRESOS02-696x441
José Francisco da Silva, Manoel Aparecido da Silva e Geraldo Martins da Silva. (Foto: Ascom/PC)

Policiais civis da Delegacia de Piranhas, no Sertão alagoano, sob o comando do delegado Leonam Pinheiro, prenderam três pessoas, na tarde desta quinta-feira (19), acusados de aplicar fraudes contra o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Foram presos Geraldo Martins da Silva, 72 anos; José Francisco da Silva, 63; e Manoel Aparecido da Silva, 49 anos.

De acordo com o delegado, eles estavam de posse de vários documentos falsos (certidões de nascimento, casamento, óbito, atestado falsos, entre outros) utilizados para a obtenção  de benefícios previdenciários.

Documentos apreendidos com o trio.
Documentos apreendidos com o trio.

Leonam disse ainda que Manoel Aparecido fabricava os documentos falsos; José Francisco era responsável em convencer determinadas pessoas a usá-lo para a “obtenção do benefício”, e Geraldo Martins ficava encarregado em ir à agência do INSS para receber o dinheiro.

“Durante o diálogo para convencer os “beneficiários”, José Francisco perguntava se a pessoa não tinha interesse de receber um benefício do INSS, bastando para tanto que aceitasse entregar ao trio fraudador o salário referente ao primeiro pagamento”, frisou a autoridade policial.

Larissa Wilson – Ascom PC