Mobilização aérea tenta salvar vidas de acidente em Coruripe

Sem medir esforços, encarando a distância e tentando salvar vidas. É assim todos os dias a escala dos anjos do ar e mais uma vez eles agiram. Uma mobilização foi feita no início da tarde deste domingo (11) com o intuito de resgatar vítimas de um acidente automobilístico, ocorrido nas proximidades de Pindorama, em Coruripe.

O helicóptero Falcão 5 que patrulhava a orla marítima de Maceió e a Praia do Francês, em alerta para a segurança dos banhistas, dentro da escala da Operação Verão, foi a primeira acionada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU. No local, os tripulantes confirmaram a quantidade de nove vítimas, sendo duas crianças.

Informações foram repassadas por controle interno do Grupamento Aéreo e, por conta da gravidade mais uma aeronave, a Falcão 3, foi destinada àquela cidade com médicos voluntários, na tentativa de apressar o salvamento.

Uma criança foi trazida de imediato para Maceió, recebida na Academia da Polícia Militar pela ambulância e levada ao Hospital Geral do Estado (HGE). Mas, adultos também foram remanejados, via aérea, e uma das aeronaves realizou mais de uma viagem Coruripe/Maceió/Coruripe. Uma vítima entrou em óbito no local. O acidente foi gravíssimo.

Por terra houve prestação de socorro pelo Corpo de Bombeiros e SAMU, que levaram quatro vítimas para  a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Coruripe.

A integração Saúde e Segurança Pública tem reduzido o tempo para salvar vidas em Alagoas.

“Estaremos sempre prontos para servir. Nossa missão é patrulhar e salvar vidas. Hoje além do Falcão 5 , que atua por convênio entre as duas secretarias, enviamos outra aeronave com médicos voluntários , pessoas solidárias que deixaram tudo para agir conforme seus juramentos. A torcida é para que tudo dê certo com as vítimas”, declara coronel BM André Madeiro, chefe do Grupamento Aéreo da SSP.

Dulce Melo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *