Justiça impede Procon/AL de continuar fiscalização em postos de combustível

Diretoria do órgão reforçou que pretende recorrer da medida liminar para poder dar continuidade às autuações, junto ao Ministério Público (MP/AL).

9608c61ff64dd46033c79ab9f386f4e8

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AL) recebeu, nesta terça-feira (19), um mandado de segurança com liminar, para impedir que o órgão cobre multa referentes aos postos de combustíveis de Alagoas. A ação teve como impetrante o Sindicado do Comércio Varejista de Combustíveis Lubrificantes e Lojas de Conveniência do Estado.

De acordo com a notificação, a decisão do juiz dr. Manoel Cavalcante de Lima Neto foi a de suspender as ações do órgão relacionadas aos postos. Veja um trecho: “(…) defiro em parte a liminar para determinar a suspensão dos efeitos dos autos de infração lavrados pelo PROCON em desfavor dos postos revendedores de combustíveis do Estado de Alagoas(…)”.

Segundo a diretoria, por conta do mandado coletivo, o órgão ficará impedido de fiscalizar e/ou autuar os postos de combustível da capital e interior por tempo indeterminado.

A superintendência reforçou, junto ao Ministério Público do Estado de Alagoas (MP/AL), que pretende recorrer da medida liminar para poder dar continuidade às autuações vistas como irregulares de acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), em defesa dos consumidores prejudicados.

Documento_procon_int

Agência Alagoas