Jaraguá Vivo: bairro histórico vai ganhar roteiro cultural

Casario histórico do bairro inclui armazéns do século 19. Foto: Wesley Menegari

Concentrando prédios históricos, igrejas, museus, casa de show e novos bares como a casa de jazz Rex Bar, que voltou à cena em 2015, o bairro histórico do Jaraguá vai virar cenário para um roteiro cultural que será oferecido todas as quartas-feiras por diferentes receptivos turísticos da cidade. O projeto é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Promoção do Turismo (Semptur), que aposta na programação em parceria com o trade e empreendedores culturais para promover uma nova revitalização do bairro. No início dos anos 2000, a área já abrigou uma intensa vida noturna com diversas opções de bares e restaurantes.

Batizado de “Jaraguá Vivo”, o projeto prevê a realização de um tour guiado a pé de 19h às 21h com visitas a museus, igrejas e casario centenário na Rua Sá de Albuquerque, que será fechada para carros nos dias de roteiro. O encerramento vai contar com apresentações de jazz no Rex, além da participação do “Carro de Chef”, uma associação de food trucks que terão permissão para colocar suas mesas e cadeiras na rua, oferecendo diferentes opções gastronômicas.

Segundo o secretário de turismo de Maceió, Jair Galvão, a ideia é propiciar a experiência de um mergulho na história da cidade conduzida por guias capacitados em espaços culturais como a Associação Comercial, o Museu da Imagem e Som (MISA), o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo, entre outros atrativos que serão visitados durante o tour. “Pela primeira vez está sendo criando um produto turístico com uma identidade forte de resgate histórico nessa área que conecta arquitetura, cultura, gastronomia e uma interessante cena noturna”, ressalta Jair.

Prédio da Assciação Comercial de arquitetura neoclássica, que vai integrar roteiro cultural Foto: Wesley Menegari

Para garantir essa imersão cultural, a Secretaria vai promover uma capacitação dos guias que será realizada pelo historiador e escritor Benedito Ramos. Segundo ele, a formação será focada em um conteúdo variado de  história da arte. “A proposta é que os guias possam entender os conceitos e as influências dos diferentes estilos arquitetônicos das civilizações, desde a Grécia até o Brasil para que possam apresentar toda riqueza do Jaraguá com propriedade”, explica o escritor. “É um bairro que por si só é capaz de contar toda a história da capital, que nasceu ali no entorno do porto”, complementa o estudioso.

Fachada do Rex Bar, casa que foi reaberta no Jaraguá em 2015

A iniciativa conta com a parceria da Secretaria Municipal de Convivência Urbana (SMCCU). Segundo o coordenador de publicidade do órgão, Hugo Loah, no final do dia, as operadoras farão o traslado dos turistas até os hotéis, mas quem quiser se estender, poderá desfrutar da uma praça de alimentação ao ar livre montada pelos food trucks, os shows oferecidos no Rex, além de outras casas noturnas dos arredores abertas recentemente. Hugo também explica que a Guarda Municipal e a Polícia Militar irão reforçar a segurança nos dias de roteiro. “Nossa expectativa é levar cerca de 600 pessoas por noite para viver essa experiência”, emenda o publicitário.

O secretário Jair Galvão também está otimista. Ele ressalta que a região tem um valor singular que remonta ao povoamento do estado de Alagoas. “O Jaraguá ainda preserva os armazéns da época da chamada “civilização do açúcar” do século 19, quando as culturas da cana-de-açúcar e do algodão deram vida comercial ao Porto de Jaraguá. É uma história muito rica que também precisa ser contada”, defende o secretário.

Ascom Semptur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *