Ex-brothers criticam Matheus: Amigo de todos e esfaqueia pelas costas

260950

Bonito, divertido, amigo de todos e ainda escolheu uma gatinha, a agora líder Maria Claudia, para chamar de sua… Com essa estratégia, Matheus poderia ser o campeão do “Big Brother Brasil 16”. Mas os pecados cometidos pelo caminho podem deixar o engenheiro elétrico longe do prêmio de R$ 1,5 milhão. E não foram poucos (veja lista abaixo).

— Ele é o brasileiro cordial, que finge ser generoso, mas é para o bem próprio. Amigo de todos e esfaqueia pelas costas, inclusive a suposta namorada. Deixou a menina a mercê dos votos das pessoas para imunizar Geralda por covardia de não enfrentar o paredão — critica Adrilles, do “BBB 15”.

Cesar, campeão da edição passada, também não apoia o jogo do engenheiro:

— Ele não é mau, não é vilão. Mas sabe o macaco que pula de galho em galho em busca do melhor cacho de banana? É ele. O maior pecado do Matheus é a covardia.

Indicada por Matheus para enfrentar Ana Paula no paredão, Juliana aponta, além da falta de cuidado com Cacau e o não posicionamento, a fofoca como um erro do brother.

— Vendo de fora, o pior para mim é a fofoca e o que ele faz com Maria Claudia. Porque eu gosto muito dela. Ele só está lá porque conseguiu se dar com todo mundo. Assim que for para o paredão, Matheus sai — diz a bailarina.

A opinião dela é endossada por Renan, último eliminado:

— Olhando o que Matheus fez, ele não tem direito de estar chateado com Geralda porque agiu igual. Se ele fosse um Matheus desde o começo, mereceria o prêmio.

A coisa está mesmo feia para o mineiro. Até amigos pessoais questionam sua postura. Victor Nogueira, por exemplo, entende o que o amigo tentou fazer na formação do último paredão, mas não concorda com a maneira como foi.

— Ele iria imunizar Geralda para se proteger, mas demonstrou isso de modo errado— diz o estudante, ao destacar que a relação com Cacau atrapalhou o brother: — Ela queria algo que ele nunca prometeu. As pessoas julgaram e isso o prejudicou.

Sete pecados de Matheus

Gula: Come tudo na casa, não pensa nos outros, o que gerou muita reclamação dos adversários.

Luxuria: Seduziu Cacau, mas não deixou de flertar com Munik e de usar seu charme para atrair outras pessoas da casa.

Preguiça: Não faz nada para ajudar na organização do dia a dia. Esconderam até suas coisas porque ele deixava tudo espalhado pelos cantos.

Fofoca: Ele ficou de leva e trás com os confinados. Entregou para Renan, por exemplo, que Ana Paula planejava colocá-lo no paredão.

Incoerência: Criticou o voto de Geralda nele e a chamou de falsa por defender um lado. Mas o anjo que ele deu para Dona Gê não foi de coração, mas só para obrigar Cacau a votar em Munik e assim se safar.

Negligente: Nos momentos que Maria Claudia precisou dele, como no monstro do espeto, e quando ela machucou o nariz, ele não estava lá. Não a ajudou.

Falta de posicionamento e personalidade no jogo: Não soube construir alianças. Tinha amigos no confinamento, mas não construiu aliados. Quando a casa se dividiu, ele não soube se posicionar.
Extra – Lídia Azevedo e Paulo Victor Mafrans

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *