Diretoras pedem exoneração do PAM Salgadinho após festa de funcionários

Secretário da SMS diz que elas assumiram a responsabilidade do ocorrido. Posto ficou fechado por horas na quarta; usuários reclamaram da atitude.

Duas diretoras do PAM Salgadinho, no bairro do Poço, em Maceió, pediram exoneração de seus cargos após o posto fechar para confraternização dos funcionários, na última quarta-feira (14). A informação foi passada pelo secretário municipal de Saúde, José Thomaz Nonô, durante coletiva com a imprensa nesta quinta-feira (15).

Segundo o secretário, a diretora-geral da unidade, Maria Alice Gomes Ataíde; e a diretora-médica, Marluce; decidiram entregar cartas de demissão após a repercursão do fechamento.

“Elas fizeram o que um funcionário digno deve fazer. Chegaram e admitiram que erraram e disseram que não podiam prever o que ia causar. Como a chefe assumiu a responsabilidade, eu aceitei o pedido”, disse o secretário.

No entanto, após uma conversa entre os gestores, apenas a diretora-geral Maria Alice Gomes Ataíde manteve o pedido de exoneração. Já a diretora-médica, Marluce, foi convencida a permanecer no cargo.

Transtornos
No início da manhã da quarta, os usuários reclamaram da suspensão no atendimento. Na entrada da unidade havia um aviso que o atendimento seria feito normalmente no dia 21 de dezembro por causa da confraternização dos funcionários.

O aviso dizia que os pacientes agendados para esta quarta poderiam retornar retornar no dia 21 deste mês com a mesma marcação, o que não agradou aos usuários. Horas depois, o secretário determinou que os serviços voltassem ao normal.

g1

15/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *