Confiança no setor turístico de AL garante expansão hoteleira

Apenas em 2016, foram cinco empreendimentos hoteleiros implantados e outros nove já em fase de prospecção

De Norte a Sul do estado, o cenário tem sido de otimismo para o setor turístico. Mesmo em meio à crise econômica que atinge o país, Alagoas continua na rota de principais investimentos no ramo hoteleiro com uma média total de 435 empreendimentos instalados, sendo cinco inaugurados apenas neste ano e outros treze já em fase de construção.

“A crise, de fato, afetou negativamente o turismo no nosso Estado. Apesar da queda no crescimento do setor, temos em contrapartida um grupo de empresários que sabem que este momento é temporário e quando passar será beneficiado com os seus investimentos. O gestor sente isso, ele nunca olha para o ponto presente, a visão está sempre no futuro, por isso eles apostam hoje nos seus recursos e Alagoas é o destino que já conquistou a confiança dos empresários”, avalia o governador Renan Filho.

Com estímulo na infraestrutura, desburocratização de processos, liberação ágil de licença ambiental, além de oferta de segurança jurídica e institucional aos empreendimentos, o estado consolida seu espaço como destino turístico e cartão postal do país. Prova disso, é que em 2015, apenas Alagoas e Pernambuco apresentaram evolução no segmento do turismo entre os estados do Nordeste, como destaca Renan Filho.

“Isso significa que nós temos muita força para crescer em meio à crise. Quando a renda voltar, a geração de empregos acontecer, as pessoas vão voltar a viajar mais no Brasil e qual o destino escolhido? Onde é mais bonito, que é aqui em Alagoas”, evidencia o chefe do Executivo.

Acumulado de desembarques

Aliada à expansão hoteleira, o aumento no número da chegada de turistas ao Estado também estabelece um contexto positivo para o turismo. De acordo com dados divulgados pela Infraero, Alagoas conquistou um aumento de 1,17% no resultado acumulado de desembarques até outubro, enquanto estados como Bahia e Ceará registram retração de 17,91 e 10,38.

“Este resultado é fruto de um trabalho estratégico realizado para fortalecer a nossa malha aérea, com atração voos através de incentivos fiscais. Ações como esta, atreladas ao trabalho realizado em conjunto com o trade para divulgar fortemente nosso estado como destino turístico, começam a trazer grandes resultados, como a vinda de novos empreendimentos turísticos, gerando emprego e renda para a economia alagoana”, ressalta o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Helder Lima.

Rafaela Pimentel – Agência AL

17/12/16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *