Após 47 dias, greve dos servidores e técnicos da Ufal chega ao fim

Categoria se mobilizou contra a PEC que congela os gastos públicos.
Eles voltaram ao trabalho nesta quinta-feira (15).

Servidores e técnicos da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) encerram a greve, que durou quase dois meses, nesta quinta-feira (15), a decisão foi tomada em assembleia na última segunda (12).

Segundo o sindicato da categoria, a paralisação aconteceu em protesto a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que congela os gastos públicos, aprovada pelo Senado.

De acordo com um dos representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Ufal (Sintufal), Davi Fonseca, apesar da aprovação da PEC, o saldo da paralisação foi positivo.

“Nossa greve foi de caráter político. Embora não tenhamos conseguido nosso objetivo, nós saímos da greve com o sentimento de dever cumprido, pois fizemos nossa parte”, explicou.

A greve da categoria, que durou 47 dias, teve início no dia 26 de outubro. Por causa da greve, a Ufal adiou a confirmação de matrícula dos novos alunos para o segundo semestre de 2016.

g1

15/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *