Ação rápida da polícia resulta na prisão de acusados de triplo homicídio

Forças de segurança identificaram e prenderam os envolvidos no crime em menos de 72 horas

93a3175eacba0e683137e2c824a018b3_L
Acusados de triplo homicídio foram apresentados à imprensa nesta quarta-feira, na sede da SSP. Ascom/SSP

As ações das forças integradas de segurança pública, com respostas rápidas à população, têm ser tornado rotina em Alagoas, desde o inicio da gestão do governador Renan Filho. Em menos de 72 horas depois do crime, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentou à sociedade os acusados pelo triplo homicídio ocorrido no último domingo (18), em União dos Palmares, município da Zona da Mata alagoana.

A operação de captura dos envolvidos envolveu policiais civis e militares. A entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (20), na sede de secretaria, em Maceió, reuniu o secretário de Segurança Pública, Lima Junior; o coordenador da área 2 da Polícia Judiciária, delegado Carlos Reis; o delegado regional de União dos Palmares, em exercício, Valter Rocha; e o cabo Clodoaldo, do 2º Batalhão da Polícia Militar.

Na ação foram presos Carlos Alexandre da Silva, de 18 anos, conhecido como “Galeguinho”, e Iderlan Silva da Lima Junior, de 20 anos. Também foi apreendido um menor, identificado pelas iniciais L. C. S.. Outro envolvido, também menor de idade, ainda está foragido. Os quatro são acusados de autoria no triplo homicídio que vitimou Gilorvane dos Santos, de 16 anos, e o casal Paulo Ricardo de Amorim e Aline de Oliveira da Silva, ambos com 15 anos de idade.

O menor foragido pode ser capturado a qualquer momento, segundo o delegado Valter Rocha, coordenador das investigações do caso. “Temos informações do paradeiro dele e estamos no encalço para pegá-lo. A polícia trabalhou rápido, e de forma integrada, visando prender os suspeitos”, ressalta o delegado.

Segundo a polícia, o crime foi cometido com requintes de crueldade, tendo em vista que Aline estava no oitavo mês de gestação. As investigações apontam dupla motivação para os homicídios, sendo uma delas passional, porque ‘Galeguinho’ teria se envolvido com a esposa de um reeducando do sistema prisional, identificado como Luiz Abílio, que cumpre pena por tráfico de drogas e teria ordenado a execução do rapaz por duas vezes.

Da última vez, a tentativa de homicídio foi cometida pelo Paulo Ricardo e por Gilorvane dos Santos. Então, segundo a polícia, o ‘Galeguinho’ matou os dois para se vingar. Além deles, executou também Aline de Oliveira.

O secretário de Segurança, Lima Junior, ressaltou que a integração das polícias tem permitido os resultados rápidos. “A integração é o maior sucesso e a maior realidade da segurança pública, sendo a responsável por esses resultados. A inteligência, a Polícia Militar e a Polícia Civil estão trabalhando para dar respostas à sociedade, no menor espaço de tempo possível”.

Thiago Tarelli – Agência Alagoas